Make your own free website on Tripod.com

 

                Igor Sikorsky

     Legendário pioneiro de aviação.

     O mundo se lembrará por muito tempo do homem que deu ao mundo a primeira utilização prática para o helicóptero.

     Esta realização já era o bastante para assegurar um lugar na História deste imigrante russo naturalizado americano, mas esta era somente uma faceta do extraordinário homem que deu sua valiosa contribuição na história do vôo.

     Freqüentemente descrito como um gênio humilde, Sr. Sikorsky já tinha alcançado reconhecimento mundial em dois outros campos da aviação antes dele ter construído e voado com sucesso o seu helicóptero VS-300 em 1939.

     Nascido em Kiev, Rússia, no dia 25 de maio de 1889, Sr. Sikorsky desenvolveu interesse pela aviação muito cedo, influenciado pela mãe doutora e pela pai professor de psicologia.

     Ainda jovem, durante uma excursão em companhia de seu pai pela Alemanha, quando ele ouviu falar dos irmãos Wright e teve estreito contato com os trabalhos de Conde Zepellin, que resolveu qual carreira deveria seguir.

     Ele se formou na Faculdade Naval de Petrogrado, estudou engenharia em Paris. Voltando para Kiev entrou na Faculdade de Engenharia Mecânica do Instituto Politécnico em 1907. Mas em 1909, com a mente voltada para a aviação, volta para Paris que era então o centro aeronáutico do mundo, para aprender mais sobre aquela que era uma ciência embrionária.

     Enquanto esteve em Paris, ele conheceu muitos dos grandes nomes da aviação - Blériot, Ferber e outros. E apesar de conselhos contrários, Sr. Sikorsky anunciou seus planos para a construção do helicóptero. Tendo aprendido tudo que ele pôde acerca da aviação e tendo conhecido toda a Europa, comprou um motor de 25 H.P. Anzani e foi para sua casa em Kiev iniciar a construção de uma aeronave de asa rotativa. Seu primeiro experimento falhou, assim também como seu sucessor devido a falta de força do grupo moto-propulsor. A partir de então, Sr. Sikorsky muda a direção de seus projetos para aeronaves de asa fixa.

     O primeiro sucesso veio com o S-2, a segunda aeronave de asa fixa desenvolvida e construída por ele. O seu quinto avião, o S-5 ganhou reconhecimento nacional e a licença número 64 da Federação Aeronáutica Internacional. O seu S-6 recebeu o prêmio mais alto durante a Exibição Aérea de Moscou em 1912 e logo depois o primeiro prêmio, para o jovem desenhista, construtor e piloto, na competição militar de Petrogrado no outono daquele ano.

     O sucesso do Sr. Sikorsky em 1912 conduziu-o a uma posição de direção na subsidiária de aviação da companhia de ferrovia báltica. Nesta posição, como conseqüência de um carburador entupido e acidente de um dos aviões, ele concebeu a idéia de uma aeronave com mais de um motor. Com autorização da matriz ele embarcou em um projeto que deu ao mundo seu primeiro avião multimotor. A aeronave revolucionária caracterizava-se entre outras coisas, pela cabine fechada, um lavatório, cadeiras estofadas e uma passarela sobre a fuselagem por onde os passageiros poderiam sair para uma volta. O sucesso dele levou-o a projetar uma aeronave ainda maior, chamando-a de Ilia Mourometz, em homenagem ao herói russo legendário. Mais de 70 versões militares do Ilia Mourometz foram construídos para uso como bombardeiros durante a I Guerra Mundial.

     A Revolução pôs um fim à carreira do Sr. Sikorsky na aviação russa. Sacrificando uma fortuna pessoal considerável, ele emigrou para França onde foi encarregado de construir um bombardeiro para o serviço Aliado. A aeronave ainda estava na fase de montagem quando o Armistício foi assinado e o Sr. Sikorsky, depois de lançar-se em vão para obter uma posição na aviação francesa, viajou para os Estados Unidos em 1919.

     Depois de outra procura infrutífera para algum lugar dentro da aviação, Sr. Sikorsky decidiu-se a ensinar. Ele dissertou em Nova Iorque, principalmente para emigrantes da mesma nacionalidade. Finalmente, em 1923, um grupo de estudantes e amigos que conheciam a reputação dele na Rússia antes da guerra, ajuntaram escassos recursos que o lançou na sua primeira aventura na aviação americana, a Sikorsky Aero Engineering Corp.

     A primeira aeronave construída, pelo preocupado jovem devido à sua difícil situação financeira, era o S-29, um bimotor de transporte todo metálico, que provou ser o precursor dos modernos aviões de carreira. Várias aeronaves, construídas pela companhia, alcançaram sucesso, mas o mais significante foi o anfíbio bimotor S-38, utilizado para abrir as novas rotas aéreas para as Américas Central e Sul, e depois pelos oceanos Atlântico e Pacífico. O último avião anfíbio, o S-44, reteve por muitos anos o recorde da passagem transatlântica durante muitos anos. Todas as aeronaves de Sikorsky eram conhecidas pela facilidade de controlar, conforto e luxo.

     Com o sucesso alcançado e os oceanos conquistados, Sr. Sikorsky voltou-se mais uma vez para o helicóptero. Com o decorrer dos anos ele tinha anotado várias idéias para possíveis projetos alguns dos quais foram patenteados.

     Finalmente, no dia 14 de setembro de 1939, Sr. Sikorsky elevou o seu VS-300 à alguns metros do chão e deu ao hemisfério ocidental o seu primeiro helicóptero prático. A sua determinação obstinada e a fé na própria habilidade para construir o que muitos consideravam ser um veículo impossível, estabeleceu a pedra fundamental na qual a indústria de helicóptero hoje repousa.

     Contratos militares seguiram-se ao sucesso do VS-300, e em 1943, iniciou-se a produção em larga escala do R-4, o primeiro helicóptero de produção em série do mundo.

     O R-4 foi seguido por uma sucessão de máquinas maiores e melhores e desde então, o helicóptero estabeleceu sua habilidade para executar claramente uma miríade de missões difíceis, inclusive o salvamento de milhares de vidas, na paz e na guerra. Sr. Sikorsky estava especialmente orgulhoso da viabilidade econômica do helicóptero e das organizações como o Salvamento Aeroespacial e Serviço de Recuperação que vinham utilizando helicópteros, no que ele acreditava ser o seu melhor uso. Durante a sua carreira, ele rejeitou raramente uma oportunidade para acentuar este papel ou elogiar os homens cujas habilidade e coragem tornaram possíveis muitos salvamentos. Os pilotos de helicópteros de salvamento retribuíam. "Uma das páginas mais gloriosas na história de vôo humano", ele observou uma vez.

     Os prêmios e honras outorgadas ao Sr. Sikorsky enchem nove páginas datilografadas e incluem a Wright Brothers Memorial Trophy, o U.S. Air Force Academy's Thomas D. White National Defense Award, e a Royal Aeronautical Society of England's Silver Medal. E ainda membro do International Aerospace e Hall da Fama da Aviação.

     Embora reconhecido principalmente como inventor de coisas práticas, Sr. Sikorsky também era conhecido por ser profundamente religioso, visionário e filósofo com um intenso interesse no homem, no mundo e no universo. Será lembrado por todos que o conheceram como uma pessoa amável e muito preocupado com seus compatriotas. Os dois lados de Sikorsky que melhor o descreve, são os descritos talvez na seguinte citação de sua amiga Anne Morrow Lindbergh:

     "Uma coisa notável na personalidade de Igor é a sua grande precisão de pensamento, combinadas com uma percepção extraordinária dos fatos. Ele pode discorrer sobre coisas místicas, e ao mesmo tempo voltar-se para os aspectos práticos da vida diária das pessoas. Ele nunca excluiu as pessoas. As vezes, certos religiosos notáveis, excluem as pessoas ou forçam-nas a ter as mesmas convicções. Igor nunca faz isso"

     Embora ele nunca tentou forçar qualquer um a aceitar as convicções dele, Sr. Sikorsky escreveu dois livros, "A Mensagem da Oração de Deus" e "O Encontro Invisível", como também numerosos folhetos, para expressar-se.

     No primeiro livro, Sr. Sikorsky expressou a convicção em um destino final para o homem e uma ordem mais alta de existência, enquanto no segundo, ele pleiteou que a civilização moderna tem uma maior necessidade por dons espirituais, em lugar de poder material.

     Foi a fé em Deus e uma forte convicção que ajudou o Sr. Sikorsky, a superar as frustrações e fracassos que marcaram sua vida.

     Sr. Sikorsky gostava de dizer que "é o uso de dons pessoais, a faísca que move a raça humana à frente". E ele provou isto ao longo de sua vida.

     Até mesmo depois da aposentadoria em 1957 à idade de 68 anos, Sr. Sikorsky continuou trabalhando como consultor de engenharia para a Sikorsky e esteve à sua mesa de trabalho um dia antes de falecer, no dia 26 de outubro de 1972, à idade de 83.



<< voltar