Make your own free website on Tripod.com

 

Controlador de Vôo

"E Deus o chamou e disse-lhe:

- Imaginei um mundo sem asas para os homens, mas seu gênio impulsivo criou máquinas voadoras que, sempre maiores e mais velozes, põem em risco sua própria segurança. A ti caberá zelar para que voem tranqüilos. Para isso, trabalharás com o suor do teu rosto pelas vinte e quatro horas do dia durante todos os dias do ano. Velarás pelo homens tal como Eu velo por todas as minhas criaturas. De ti exigirei a perfeição, e apesar de tudo, serás quase anônimo, pois poucos conhecerão o teu trabalho.

E ele, com humildade, retrucou:

- Senhor, mas como poderei realizar tais prodígios se sou apenas humano?

E Deus, então, respondeu:

- Terás o dom da minha inspiração. Dar-te-ei a extensão das minhas mãos por sobre as terras e os mares. Teus olhos e tuas palavras alcançarão distâncias nunca imaginadas. Nem sempre serás ouvido, porém, ainda que não te ouçam, será teu dever e tua responsabilidade fazer com que voem seguros em suas máquinas imperfeitas.

E, assim, determinou Deus e, assim, foi feito. Alçado, de repente, à condição de Controlador de Tráfego Aéreo, aquele homem simples iniciou o exercício de sua nobre missão.

E, também, sob as bençãos de Deus, outros homens simples a ele se aliaram, cresceram e multiplicaram-se.

E a vontade de Deus continua sendo cumprida, assim na Terra como no Céu."

 

Homenagem que prestou o CINDACTA1 a seus controladores

 

<< voltar